quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Uma horta portátil...

Queridos amigos,
Como estou a preparar uns artigos para a Revista Jardins de Março, como já contei aqui tive o convite para dirigir a revista no mês de Março e escolhi como tema Comer do seu jardim. Por essa razão tenho andado a pesquisar e a trabalhar sobre o tema hortícolas  aromáticas, etc e como tê-las perto de nós.
Há muitas formas de cultivarmos as nossas hortícolas e aromáticas e este kit Plantit ( produto 100% português ) pareceu-me muito interessante, pelo seu design, pela sua versatilidade, pelo facto de ser facilmente transportável e pela facilidade de montagem (tem um pequeno inconveniente..o preço) mas pode ser uma excelente solução pela sua qualidade e durabilidade.

Fica aqui o lonk da Plantit para quem quiser mais informações:
PLANTIT

Resolvi fazer a montagem de um destes kits para perceber como é fácil ( os procedimentos são sempre iguais quando em floreira..)
Pedi ajuda à minha amiga Ana Carvalho da empresa HORTA XS, que faz montagem de hortas em sua casa.

Aqui está  o kit (que se desmonta e guarda quando não está a ser utilizado)
Nunca deixe de colocar uma camada de leca ( argila expandida) no fundo ( nos vasos e floreiras faça o mesmo),eu sei que estou sempre a bater nesta tecla..drenagem..
mas acreditem que 90% das plantas em vaso e floreira morrem por asfixia radicular e excesso de água e nem as hortícolas nem as aromáticas gostam de estar encharcadas.
Em cima da leca coloque geotextil, funciona como um filtro de café ..evita que se perca substrato e que este dure muito mais.
A seguir coloque um bom substrato, eu utilizei Siro-Horticola SIRO neste caso , temos um misto de aromáticas e hortícolas mas como as hortícolas são mais exigentes optei por este substrato com o qual as aromáticas também se desenvolvem bem.

O que plantar ?
Eu sou sempre da opinião que devemos plantar o que gostamos e o que consumimos, quando estamos a começar devemos utilizar plantas fáceis e resistentes que nos entusiasmem a continuar.
Temos de ter em atenção o que é próprio da época..
Neste caso plantámos:
Alfaces, tomilho, cebolinho, malaguetas, salsa, hortelã e erva cidreira.
Temos um pouco pouco para todos os gostos..
Convém fazer uma distribuição das plantas primeiro para ver se cabem todas ( cumprindo as distancias entre elas e pelo menos um palmo) muitas vezes queremos "enfiar o Rossio na Rua da Betesga"

Primeiro plantamos as maiores, o piripiri foi o primeiro ( atenção que se está numa zona muito fria tem de o proteger ou deixar para plantar mais na primavera)

Não se esqueça de soltar um  pouco as raízes se estiverem muito enroladas pois vai estimular o enraizamento
Faça uma pequena cova, coloque-o aconchegue-o e já está !
Os procedimentos são iguais para salsa, tomilho, erva-cidreira, cebolinho e hortelã
Agora a plantação das alfaces, aqui estão  perfiladas para a fotografia..
Para os furos ficarem mais certos, à mesma profundidade e com a mesma largura eu gosto de usar um plantador, dá muito jeito para plantar horticolas, alfaces, couves, alhos, cebolas, alho francês, etc e para plantar bolbos..sou fã
Primeiro fiz os furos..

A seguir coloquei as alfaces..
Aconchegar a terra às plantas é importante para garantir que o substrato adere às raízes garantindo alimento às plantas.
O aspeto final da nossa mini-horta
Se quiser pode colocar um pouco e casca de pinheiro que conserva a humidade e evita o aparecimento de infestantes.
Agora é só colher dentro de alguns dias ( deixe enraizar e crescer..)
Todas as plantase materiais foram cedidos pela VIPLANT  e a montagem foi feita na Viplant Oeiras Garden.
Para quem quer saber mais sobre estas plantas

Alface
Lactuca sativa
Dá-se muito bem na varanda pois precisa de muito pouco espaço e pouca profundidade de terra. Podemos cultivar várias alfaces diferentes ou misturá-la com rabanetes, cenouras.
Exposição solar – Sol pleno
Solo- Rico em matéria orgânica, fresca, consegue desenvolver-se com uma altura de 15 cm de solo.
Época de sementeira/ plantação –Todo o ano
Densidade de plantação – 20 plantas/m2
Floreira 30-40cm (comprimento ou diâmetro) coloque uma ou duas plantas
Colheita – 1 mês após sementeira/plantação, corte apenas as folhas de fora, para as alfaces se irem regenerando.
Manutenção – Para ter sempre alfaces durante um longo período de tempo convém não as retirarmos pela raiz mas sim folha a folha à medida das nossas necessidades.
Necessidade em água - temos de ter o cuidado de manter o solo sempre húmido e fresco. 


Malagueta 
Piripiri
 Capsicum frutescens
Há muitas variedades de malagueta, das mais às menos picantes, das verdes às cores de laranja ou encarnadas, escolha as que mais gostar e que melhor estejam adaptadas ao seu espaço.
Exposição solar – Sol e calor
Solo- Qualquer tipo de solo desde que bem drenado.
Ciclo de vida - Perene
Sementeira /plantação – Sementeira em estufa ou em casa no inverno ou primavera e transplantar quando a planta tiver no mínimo 15 cm de altura, plantação no exterior no final da primavera quando já não ocorrer risco de geadas.
Densidade de plantação –3/4 plantas/m2 (distancia de plantação 40 - 50 cm)
Floreira com 30 cm diâmetro e pelo menos 30 cm de profundidade – Precisa se pelo menos 30 cm de profundidade tal como os pimentos. Cultive várias malaguetas diferentes em vasos diferentes pois são muito ornamentais com os seus numerosos frutos coloridos.
Colheita – 3/ 4 meses após a sementeira ou plantação
Manutenção- Bastante sensível a pragas e doenças, convém estar atento.
Necessidades em água – Bastante exigente em água, não tolera a secura.

Cebolinho 
Allium schoenoprasum
O cebolinho é indispensável em qualquer horta ou jardim de aromas, utiliza-se em 1001 temperos. Podemos cultivar em vasos pequenos com 15- 20 cm de terra, fica bem sozinho ou com as cenouras, salsa, coentros..é uma planta muito fácil de cultivar.
Exposição solar- Sol
Solo – Solo ligeiro, fresco e muito bem drenado, não tolera qualquer encharcamento. Bastam-lhe cerca de 10-15 cm de profundidade para se desenvolver.
Época de floração – Setembro- Outubro
Ciclo de vida - Anual
Época de sementeira/plantação – Sementeira Março-Abril, plantar em qualquer época do ano.
Densidade de plantação – 6-8 plantas/m2
Floreira– mínimo 20-30 cm de comprimento ou diâmetro ( 1-2 plantas por vaso/floreira)
Colheita – Qualquer altura do ano
Necessidades em água – Evitar o excesso de água e a secura extrema.
Manutenção – Vá cortando à medida das suas necessidades, quando reparamos que o cebolinho está a ficar amarelo, 100% das vezes é água a mais, para a recuperar corte a parte amarela na totalidade e não regue até a planta voltar a ficar verde.
Propriedades – Condimentar.

Erva-cidreira
Melissa officinalis
O chá de folhas frescas de erva-cidreira é absolutamente delicioso com o seu aroma de limão. Muito fácil de adquirir em planta em qualquer viveiro.
Exposição solar – Sombra e meia sombra
Solo – Qualquer tipo de solo desde que se mantenha húmido no verão.
Ciclo de vida – Perene / vivaz com o frio a parte aérea pode desaparecer.
Época de floração – Junho - Setembro
Cor da floração -branca
Época de sementeira/ plantação – Sementeira -Primavera; Plantação – todo o ano
Densidade de plantação no terreno – 5-7 plantas/m2
Floreira /vaso – Dá-se bem em qualquer tipo de vaso e não precisa de muito espaço para se desenvolver (15- 20 cm ø ) são suficientes.
Colheita – Verão, as folhas utilizam-se para infusão.
Manutenção – Por vezes é muito atacada por algumas pragas (principalmente mosca branca e afídios), quando está muito atacada mais vale “arrancar o mal pela raiz” e cortá-la, é melhor do que utilizar inseticidas.
Necessidades em água - Necessita de pouca água (uma rega semanal). Não aguenta excesso de água nem solos mal drenados. Deve ser cultivada perto das couves pois é benéfica.
Propriedades –Para além da utilização como condimentar , a sua infusão é digestiva, calmante e combate os gazes. 


Hortelã-pimenta
Mentha sp
Exposição solar- sol e meia sombra
Solo – qualquer tipo de solo desde que húmido
Ciclo de vida –Vivaz
Cor da floração -Branca
Época de floração – Junho-Setembro
Época de sementeira/plantação – Todo o ano
Densidade de plantação – 4-5 plantas/m2
Floreira ø 20-30 cm – 1 planta
Colheita das folhas – 15 dias após a plantação
Manutenção - Deve plantar-se  sozinha num vaso grande ou pequeno pois é muito invasiva e não deixa crescer mais nada.
Necessidades em água –  Gosta muito de ser regada e não aguenta a secura.
Propriedades – Condimentar. Infusão é digestiva, combate a prisão de ventre, alivia as dores de cabeça e as dores reumáticas.

Salsa 
 Petroselium crispum
Exposição solar- meia sombra
Solo – Solo ligeiro e fresco, bastam-lhe cerca de 20 cm de profundidade para se desenvolver.
Ciclo de vida - bienal
Época de floração – Setembro- Outubro
Cor da floração -Amarela
Época de sementeira/plantação – Primavera- sementeira, plantação qualquer época do ano.
Densidade de plantação – 6-8 plantas/m2
Floreira– 4-5 plantas( floreira 30-40 cm de comprimento ou diâmetro)
Colheita – 2 meses após a sementeira, 15 dias a 1 mês após a plantação.
Necessidades em água – Gosta muito de ser regada
Manutenção – Se tiver o cuidado de manter a salsa na meia sombra e for cortando a salsa à medida que necessita terá salsa toda a época de Primavera, verão, Outono. Se consome muito plante vários pés, quer na horta quer na varanda (eu tenho uma floreira de 35 x 20 cm) só com salsa.
Propriedades – Condimentar, utilizada em inúmeros pratos culinários. O seu consumo tem benefícios para o aparelho digestivo, alivia os gases, a acidez no estômago. Estimula a função renal, regulariza o período menstrual, regulariza o açúcar no sangue. Picada fresca em saladas, sopas e molhos faz a diferença.


Tomilho
Thymus vulgaris
Os tomilhos são sem dúvidas as minhas aromáticas preferidas, quer para ter na horta, jardim ou em vaso e floreira. S
Exposição solar – Sol pleno
Solo – Solos arenosos, bem drenados e com ph ligeiramente calcário (não gostam muito dos substratos universais, convém misturar-lhe alguma terra de jardim ligeiramente calcária).
Ciclo de vida – Perene
Época de floração – Maio-Setembro
Cor da floração – Branca / cor-de-rosa
Época de sementeira/ plantação – Sementeira -Abril-Maio; Plantação – Abril – Maio; Setembro-Outubro.
Densidade de plantação no terreno – 6-8 plantas/m2
Floreira /vaso – Coloque-os sozinhos pois podem prejudicar o desenvolvimento de outras plantas, num vaso com cerca de 20-30 cm ø.
Colheita – Qualquer época do ano.
Manutenção – Necessita de uma poda anual no início da primavera, esta poda é indispensável e fomenta o aparecimento e crescimento de novos caules e folhas. Os tomilhos aguentam até cinco anos sem serem mudados de vaso, ao fim desse tempo convém substitui-los. São plantas que pelo seu aroma afastam alguns dos insetos prejudiciais, logo são indispensáveis para a luta biológica.
Necessidades em água - Necessita de pouca água (uma rega semanal). Não aguenta excesso de água nem solos mal drenados.
Propriedades – Aromática. Condimentar. Infusão alivia a tosse, expetoração e infeções das vias urinárias. Utiliza-se em carnes assadas, estufadas, etc. 

Espero que vos tenha sido útil !
Já plantaram as vossas aromáticas e hortícolas ??
Até breve
Teresa Chambel

Imagens via : Plantit e Teresa Chambel





25 comentários:

  1. Respostas
    1. É uma ideia fantástica 100% portuguesa..bjs

      Eliminar
    2. O mercado cada vez mais oferece opções diversificadas para o cultivo da nossa própria horta e jardim. A todos aqueles que nunca experimentaram jardinagem ou horticultura aqui deixo esta mensagem, até para os corações mais frios irão aquecer aquando da germinação de uma pequena semente a transformar-se em algo belo para decorar ou nossos jardins e lares e ate quem sabe não possa estar incluído no jantar como o caso das aromática ou hortícolas. Nos dias que correm cada vez mais é importante livrar-nos do stress e da pressão social que hoje estamos sujeitos. Parabéns a todas as empresas portuguesas que cada vez mais apostam neste mercado, assim irão ajudar a tornar os sonhos de alguns realidade. Como o exemplo acima mostra não é preciso um jardim ou horta para criarmos e cuidar mos das nossas próprias plantas.

      Eliminar
    3. Olá, é verdade a falta de espaço não é desculpa para não cultivarmos as nossas plantas ornamentais, aromáticas ou mesmo hortícolas. Há cada vez mais opções e ofertas para todos os gostos e orçamentos, obrigado pela visita e volte sempre ! até breve

      Eliminar
  2. Tenho de começar a tratar das plantas aromáticas no jardim. Óptimo artigo. Vou esperar ansiosamente pela revista Jardins que leio sempre atentamente. Bom serão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma boa altura para preparar a primavera e verão ! bjs Helena e obrigado pela visita

      Eliminar
  3. Fico encantada pelo amor que tens às plantas.
    Adoro =o)

    ResponderEliminar
  4. Olá Teresa, obrigada pelas dicas e pela ideia.
    Sendo a hortelã invasiva, não há problema em estar na mesma estrutura?
    Se possível, queria a sua opinião: estou agora a planear a horta no terraço (zona de sombra, apanha sol matinal) e tenho a chance de colocar várias floreiras de 50cm*17cm. De momento tenho as seguintes: manjericão, hortelã (2 tipos), erva-cidreira, malaguetas, cebolinho, tomate cherry. Pretendo adquirir também salsa, coentros(tive má experiências em interior) mas vou tentar de novo e rúcula. Poderia indicar-me quais devo ter numa só floreira e quais posso misturar (parece-me demais uma floreira por cada) ? Mais alguma sugestão além destas?
    Já agora, também tenho um vaso aparte com framboesa, pode estar à sombra?

    Muito obrigada desde já, depois mostro o resultado!
    Beijinho,
    Filipa
    www.welc-home.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipa, de facto a hortelã é invasiva mas como o espaço é confinado, se tivermos cuidado em ir cortando não há perigo, pode sempre plantá-la com o vaso. Os coentros são muito sensíveis e gostam de muito sol e pouca água, não os deve misturar com a salsa. A rucula ponha sozinha, cresce imenso. Mande-me o seu mail que eu envio-lhe uma tabela das plantas antagónicas e companheiras, ou seja as antagónicas não podem estar no mesmo vaso as companheiras podem. As framboesas desde que tenham 4 a 5 horas de sol de manhã aguentam. bjs

      Eliminar
    2. Cara Teresa,

      Muito obrigada pela resposta e disponibilidade. O mail é anafilipaxavier@gmail.com

      Beijinho,
      Filipa

      Eliminar
  5. ola bom dia, eu estou atualmente a desenvolver um trabalho sobre hortas urbanas. Vinha lhe perguntar visto que tem algum contacto com muitas pessoas que desenvolvem essas atividades, e desse modo tenho uma curiosidade de perceber até que ponto a agricultura urbana, utilizada em terraços e pequenos quintais veio para ficar, ou seja, até que ponto as pessoas tem consciência da importância de agricultura para elas e para o país, pela qualidade de ser algo produzido por nós e sabemos o que comemos, ou se não passará apenas de uma moda, que agora está no auge e daqui a uns anos poderá simplesmente desaparecer.
    Sei que muitas autarquias estão a promover cada vez mais as atividades de hortas urbanas, sociais, comunitárias, numa forma de subsistência a famílias mais desfavorecidas, mas será que realmente será algo para se manter, eu sinceramente acredito que sim, mas dou por mim muitas vezes a pensar em será que vai ser mesmo assim?
    Estou a fazer estas perguntas por mera curiosidade, se me poder e conseguir responder, agradeço.
    Obrigado pela atenção. bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá bom dia, também coloco a mim mesma essa pergunta, mas acredito que é uma moda que veio para ficar, até porque basta começarmos a ter plantas e a tratar delas para lhe tomarmos o gosto, em termos de produção de alimentos penso que cada vez mais as pessoas têm consciência de que é importante produzir e consumir produtos locais e da época, é um processo de re-aprendizagem e o sucesso das hortas urbanas é representativo disso mesmo. Não sei se ajudei mas se quiser envie-me um mail com algumas das suas dúvidas e questões que eu tentarei responder com mais pormenor tchambel@planoauxiliar.pt. Obrigado pela sua mensagem e até breve

      Eliminar
  6. Teresa, ótimo post, vou compartilhar no face!
    Estou adorando acompanhar teu blog!
    Bjos e lindo dia.
    Sílvia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Sílvia, ainda bem que gostou e espero que seja útil, agradeço muito a partihla no seu FB. bjs

      Eliminar
  7. Olá Teresa, gostei muito das dicas...o meu problema maior é sempre que quero juntar várias qualidades de plantas às vezes não funciona.
    Já percebi e por experiência própria que a salsa tem que estar só e eu teimava em colocar os coentros com ela...

    Gostei do seu novo visual :)

    Tenho votado para que o seu blog vença, você merece pelo esforço e dedicação ao blog e às plantas :)

    Beijinhos e tudo de bom :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Elisabete, a salsa e os coentros não podem estar juntos pois são plantas antagónicas (veja no meu livro a tabela das plantas companheiras e antagónicas e nunca coloque antagónicas juntas). De qualquer forma a salsa e os coentros são sensiveis e morrem facilmente temos de estar sempre a semear. Obrigado pelo elogio ( as fotografias estão péssimas...) de vez enquando convém mudar um bocadinho pelo menos o tom do cabelo. Obrigado pela sua amizade ! bjs e volte sempre

      Eliminar
  8. Primeira vez a espreitar o seu blog, parabéns!
    Beijinhos e abraços
    http://aimartjv.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado ! espero que lhe seja útil..volte sempre, bjs

      Eliminar
  9. Muitos parabéns por este blog fantástico.
    Na escola dos meus filhos (em Telheiras) há uma horta em abandono (é um jardim infantil publico...) que precisa de ser recuperada...alías todo o espaço exterior que é grande mas está muito pouco cuidado.
    Para a horta os pais estão cheios de coragem para arregaçar as mangas ...será que nos podia dar uns conselhos tipo "meninos, mudei a horta"????

    mias uma vez parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Teresa, muito obrigado pelo seu comentário tão simpático, é sempre bom saber que ajudei ou entusiasmei alguém para estas temáticas. Envie-me por favor um mail tchambel@planoauxiliar.pt com o que pretendiam exactamente para ver se posso de alguma forma ajudar, eu também organizo formaçoes . Obrigado pela visita e até breve

      Eliminar
  10. Como candidata a uma horta urbana... descobrir este blog foi quase como ganhar o euromilhões...

    Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado ! até fiquei comovida..o próximo numero da revista jardins (Março) é sobre hortas..e eu sou a diretora convidada ! o meu livro Um jardim para cuidar tem um capitulo só de hortas e aromáticas, volte sempre e qualquer dúvida diga ! beijinhos

      Eliminar

Gosto muito de ler os vossos comentários ! Muito obrigado e até breve